Menu Fechar

AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA

Maior sustentabilidade, menor impacto ecológico

As alterações profundas que o concelho sofreu nas últimas décadas, onde se priorizou a construção e o aumento da urbanização, criaram graves problemas na área do ambiente e da qualidade de vida.

A Iniciativa Liberal pretende tornar o município mais sustentável, fomentando boas práticas na área do ambiente, melhorando a qualidade de vida e o conforto urbano dos seus habitantes.

Além disso a Iniciativa Liberal reconhece que o desenvolvimento sustentável tem um impacto significativo não só no bem-estar humano, mas também animal. A preservação do ambiente e a prevenção/redução de impactos ambientais negativos são sentidos diretamente pela população.

1.

Defender os Espaços Naturais

  1. Aumentar a percentagem da superfície do concelho com jardins e espaços verdes dando prioridade às freguesias de Alcabideche e São Domingos de Rana.
  2. Requalificar os espaços urbanos existentes e futuros da Quinta do Barão, assegurando a integração da vinha e espaços verdes no espaço envolvente, incluindo, quando possível, atravessamentos pedonais da EN6-7.
  3. Majorar, dentro do possível, o espaço verde no projeto urbanístico da Quinta dos Ingleses, em parceria com os promotores privados.
  4. Expandir a rede de percursos pedestres e ciclovias.
  5. Expandir o parque da Ribeira das Vinhas, com o objetivo de manter todo o vale como uma zona verde.
  6. Valorizar a Ribeira das Marianas, no percurso possível, como espaço público de caminhadas.
  7. Desenvolver novos espaços naturais, nomeadamente ao longo das ribeiras do concelho.
  8. Criar um grande parque urbano na Freguesia de S. Domingos de Rana (lugar a definir).
  9. Aproveitar e recuperar outras ribeiras no concelho, tornando-as espaços verdes de lazer e de natureza.
  10. Fomentar o conceito de hortas urbanas e compostagem.
  11. Fomentar ou proceder à substituição de eucaliptos por espécies autóctones, em áreas em que se justifique.
  12. Implementar medidas de mitigação de ilhas de calor através da utilização de árvores para fornecer sombra.
  13. Promover anualmente uma “noite-escura”.
  14. Plantar 50.000 novas árvores até 2025.
  15. Assumir o compromisso de plantar 2 novas árvores por cada árvore abatida.
  16. Optar, quando justificável com base em critérios técnicos e científicos, por alternativas à monda química.

2.

Proteger a Orla Costeira

  1. Eliminar descargas de esgotos e outras fontes de poluição nas ribeiras, linhas de água e orla costeira.
  2. Implementar soluções para diminuir o risco de cheias nas zonas baixas do concelho.
  3. Recuperar as Bandeiras Azuis nas praias do concelho.
  4. Recuperar as praias e as piscinas naturais, melhorando igualmente o equipamento de apoio às mesmas.
  5. Analisar soluções técnicas para aumentar o volume de areal nas praias.
  6. Promover a utilização de redes, alcatruzes e outros materiais pesqueiros por alternativas biodegradáveis, incluindo ações de sensibilização junto de pescadores

3.

Requalificar os Espaços Urbanos

  1. Requalificar os centros históricos, aumentando as zonas pedonais nos centros históricos do concelho, nomeadamente na Parede, Carcavelos, Monte Estoril e Cascais.
  2. Aumentar o número de parques urbanos e jardins infantis garantido a manutenção apropriada dos mesmos e do respetivo equipamento.
  3. Desenvolver programas de incentivo à recuperação e manutenção de espaços urbanos degradados ou abandonados, respeitando a propriedade privada.
  4. Aumentar a presença proactiva e de proximidade das forças de segurança, em coordenação com as mesmas.
  5. Reforçar e modernizar o equipamento e meios das forças e serviços de segurança.
  6. Fomentar uma rede de estabelecimentos comerciais e de habitação que cumpram as melhores práticas de sustentabilidade.
  7. Reforçar a remoção de grafitis, preservando a propriedade pública e privada.
  8. Promover o turismo noturno com a iluminação de edifícios e espaços.
  9. Racionalizar o uso de diferentes equipamentos urbanos, garantindo uma uniformidade de imagem e redução de custos na manutenção / substituição.
  10. Reduzir a poluição visual causada por propaganda do município.

4.

Tornar Cascais um Concelho Mais Sustentável – Energia

  1. Iniciar durante este mandato todas as ações necessárias para atingir a neutralidade carbónica da estrutura autárquica em 2030.
  2. Modernizar a frota automóvel do município e entidades apoiadas, com a substancial redução de emissões por parte da mesma.
  3. Reduzir o consumo de energia em instalações do município e entidades apoiadas.
  4. Aumentar a utilização de fontes renováveis de energia em autoconsumo em instalações do município, quando economicamente justificável.
  5. Definir um padrão de aglomerados urbanos de Zero Emissões (ZEB) a implementar de forma faseada durante os 4 anos de mandato.
  6. Apoiar a sociedade civil e as empresas localizadas no concelho para desenvolverem projetos piloto de produção e armazenamento de energia de fontes renováveis e de microprodução e micro distribuição de energia elétrica.
  7. Privilegiar o uso de ferramentas e canais digitais, reduzindo a pegada ecológica.
  8. Promover a existência de pontos de carregamento para veículos elétricos tanto em edifícios existentes como em novas construções.
  9. Desenvolver programa de consciencialização para o desligar de luzes em horas de pouco movimento.

5.

Tornar Cascais um Concelho Mais Sustentável - Resíduos

  1. Rever a distribuição de caixotes de recolha de resíduos e monitorização das mudanças demográficas no concelho para constante atualização.
  2. Reforçar, através de canais digitais, a articulação entre os cidadãos e o município para eliminar monstros e cortes de jardim abandonados.
  3. Aumentar o número de locais onde possam ser reciclados eletrodomésticos e outros artigos de grande volume.
  4. Alterar a taxa de resíduos, por forma a ser proporcional aos resíduos produzidos.
  5. Alterar a taxa de resíduos por forma a encorajar a separação de resíduos para reciclagem.
  6. Desenvolver um programa público em todo o concelho para substituição dos contentores de superfície por contentores enterrados.
  7. Implementar um programa de sensibilização de reciclagem de resíduos urbanos.
  8. Implementar um programa de reciclagem e recolha de resíduos de jardim, eliminando o seu abandono e bloqueio de passeios.
  9. Substituir os sacos descartáveis de plástico para dejetos dos animais por soluções 100% biodegradáveis.
  10. Adotar o consumo de água da rede em garrafas de vidro em todos os edifícios e instalações camarárias.
  11. Antecipar os objetivos de separação de bio resíduos no concelho de 2023 para 2022.
  12. Sensibilizar e fiscalizar a eliminação de depósitos abandonados de lixo em terrenos privados que levem à poluição em espaços públicos.
  13. Aumentar a capacidade dos contentores de resíduos nas praias durante o período veraneio.
  14. Criar um programa de incentivo à recolha de beatas nas praias com os comerciantes locais.
  15. Renovar gradualmente a frota de recolha de resíduos por veículos elétricos.

6.

Tornar Cascais um Concelho Mais Sustentável - Água

  1. Reduzir o consumo de água pelo município e entidades relacionadas.
  2. Implementar sistemas de rega inteligente que se adaptem às condições atmosféricas, quando economicamente justificável.
  3. Aumentar as zonas de permeabilidade do solo de modo a reter águas pluviais.
  4. Incentivar a adoção de soluções de retenção de águas pluviais para uso doméstico e jardins.
  5. Definir, como padrão, pavimentos permeáveis para parques de estacionamento público à superfície.
  6. Eliminar a utilização de materiais de plástico em equipamento camarário nas praias devido aos micro plásticos criados por erosão.
  7. Implementar um projeto piloto de “Praia Sustentável” que seja referência mundial na defesa do ambiente.
  8. Apoiar, em colaboração com instituições do setor, a identificação e a recolha de lixo na orla costeira.

7.

Tornar Cascais um Concelho Mais Sustentável - Saneamento

  1. Desenvolver uma solução duradoura para terminar com descargas de esgotos no oceano.
  2. Reforçar o monitoramento da qualidade da água das ribeiras por forma a identificar ligações ilegais para descarga de esgotos.
  3. Aumentar o nível de fiabilidade das Estações Elevatórias e ETAR.

8.

Defender o Bem-Estar Animal

  1. Reforçar os parques caninos no concelho para aumentar a qualidade de vida das pessoas e respetivos animais de estimação.
  2. Adaptar a utilização da praia da Ribeira a praia aberta a animais de estimação.
  3. Criar a rede “Cascais Pets”, constituída por prestadores de serviços “pet friendly” aberta à participação do sector social e privado.
  4. Implementar, ao nível de cada junta de freguesia, um programa de sensibilização e controlo de chip, vacina e registo, com presença periódica em jardins e outros espaços.
  5. Promover o bem-estar animal, incluindo ações de sensibilização para a eliminação gradual de animais acorrentados no concelho de Cascais.
  6. Eliminação da Taxa de Registo de canídeos e gatídeos pelas Juntas de Freguesia.